Como vencer a burocracia e conseguir fazer seu negócio crescer

Como vencer a burocracia e conseguir fazer seu negócio crescer
5 (100%) 2 votes

A gestão financeira é um dos principais alicerces na hora de fazer seu negócio crescer. A falta de recursos interrompe a definição de estratégias e a expansão do negócio, afastando também o apoio de colaboradores inexperientes.

As urgências do dia a dia impedem o estabelecimento de estratégias de longo prazo, e o excesso das chamadas “papeladas” é um fator complicador. Mas como vencer a burocracia e expandir as operações da companhia, então?

Alguns cuidados básicos ajudam a passar por esses obstáculos de maneira menos turbulenta. Confira nossas dicas a seguir! 

Quais são as questões burocráticas que freiam o crescimento das empresas? 

Uma das principais dificuldades que o empreendedor brasileiro encontra é entender o sistema burocrático e as leis brasileiras. É árduo se manter atualizado e, para deixar o negócio em dia, as empresas acabam tendo de desembolsar uma quantia significativa com a contabilidade, o que pode ser impactante para as PMEs.

Uma pesquisa realizada pela Endeavor levantou que, entre janeiro de 2012 e dezembro de 2014, foram publicados, aproximadamente, 202 decretos de atualizações tributárias por estado. São cerca de 5 novos decretos que o empreendedor precisa acompanhar todo mês. 

Um estudo realizado pela revista Exame PME mostra que 44% dos empreendedores acreditam que um sistema tributário complexo impede o crescimento do negócio. Para as companhias exportadoras, essa situação é ainda mais grave, pois a preparação dos documentos para envio das mercadorias tornam as transações mais lentas.

Já de acordo com um estudo publicado na revista PEGN, o Brasil está na 4ª posição das maiores taxas de empreendedorismo e, ao mesmo tempo, ocupa o 123ª lugar no ranking de qualidade no ambiente de negócios. 

Em uma economia que precisa gerar empregos e voltar a crescer, é preciso que mais empreendedores saibam como lidar com a burocracia. Esse mesmo levantamento informou que um aumento de 50% na quantidade de pequenas e médias empresas em um período de 5 anos geraria cerca de 5 milhões de postos de trabalho. 

Como desenvolver estratégias para vencer a burocracia e fortalecer o negócio?

Compreender o sistema burocrático brasileiro é o primeiro passo para não se confundir e encontrar os profissionais certos. Veja as sugestões que separamos:

Comece com os registros

Um CNPJ abre mais portas (em comparação com os negócios conduzidos por profissionais autônomos). Um empreendedor pode abrir a empresa como autônomo, especialmente se optar pela modalidade MEI. Você pode começar como MEI e, quando o seu empreendimento expandir, se tornar uma pessoa jurídica. 

Após registrar o contrato social na Junta Comercial do município, você receberá o NIRE, ou Número de Identificação de Registro de Empresa, para obter um CNPJ no portal da Receita Federal. Com esse dado em mãos, é possível solicitar o alvará de funcionamento na prefeitura. 

Elabore o Contrato Social

O Contrato Social (no caso de uma sociedade) ou o Requerimento de Empresário (no caso de um empresário individual) é o primeiro documento que deve ser elaborado. 

No caso do Contrato, você define tudo o que é relativo à empresa. Isso inclui informações sobre qual é o capital empregado, quem são os sócios e como é a participação de cada um. Esse documento é registrado na Junta Comercial.

O Requerimento de Empresário, por outro lado, é um documento que deve informar os dados cadastrais do empreendedor, o capital empregado e o ramo da atividade. Ele também precisa ser registrado na Junta Comercial.

Tenha cuidado ao escolher o tipo de tributação

A escolha inadequada do regime tributário pode gerar pagamentos inapropriados de impostos, comprometendo a saúde financeira da organização. Para evitar essa situação, é preciso levar em conta sua área de atuação, a receita, o porte, dentre outros detalhes. Um contador possui a capacitação necessária para fazer esse tipo de análise. 

Faça um planejamento financeiro

Planejar e registrar os gastos com documentação, contabilidade e deslocamento são ações que ajudam a entender o custo de abertura do negócio. Esse controle das operações de entrada e saída da companhia também esclarece sobre o desempenho verificado. 

Entenda a falta de padrões

Abrir uma empresa no Brasil não tem o mesmo significado de começar um negócio na Finlândia. Isso porque nosso país requer uma série de procedimentos para a abertura de um empreendimento — e eles não são padronizados. 

Uma companhia de comércio que presta serviços precisa ter uma inscrição estadual e uma municipal. Os órgãos que se responsabilizam por isso são diferentes e dependentes entre si. 

Liste os aspectos legais que precisa observar

Dado que os aspectos burocráticos variam de acordo com cada tipo de negócio, é importante fazer uma lista com os procedimentos legais que você precisa cumprir diante dos órgãos públicos. Dentre eles, estão:

  • registro de processos na Secretaria da Receita Federal (para a obtenção de CNPJ), na Receita Estadual, na Junta Comercial, na prefeitura (para conseguir o alvará de localização, bem como a licença sanitária) e na Secretaria Estadual da Fazenda. Em cada um desses órgãos, procure anotar quais são os documentos requeridos;
  • recolhimento da contribuição sindical de acordo com a Entidade Sindical Patronal de sua área de atuação, bem como o valor para a constituição do negócio. Isso deve ser feito até o dia 31 de janeiro de cada ano;
  • solicitação da autorização do Corpo de Bombeiros;
  • cadastro do seu negócio no Sistema Estadual de Vigilância Sanitária. 

Contar com um profissional capacitado é uma das melhores formas de garantir que seu empreendimento esteja alinhado com o calendário dos órgãos públicos. Considerando que você já decidiu onde ficará sua empresa, adquiriu os equipamentos necessários, montou a sua equipe, decorou o espaço, determinou preços e fez um Mínimo Produto Viável (MVP), é importante tornar o negócio legal para que ele cresça com segurança.

Vencer a burocracia não significa, portanto, passar por cima das leis: é preciso compreendê-las e contar com os profissionais certos para não ter operações impedidas! Isso também ajudará no preparo do empreendimento para a obtenção de linhas de crédito, aumentando sua confiabilidade e a probabilidade de conseguir boas condições de pagamento.

Gostou das dicas que preparamos? Assine nossa newsletter e receba novidades sobre o mundo do empreendedorismo em sua caixa de entrada! 

rapidoo Como vencer a burocracia e conseguir fazer seu negócio crescer

2 Comments

  1. Valeu muito a pena ter lido sua matéria, pois me fez compreender claramente que encontrei o que procurava. Faço minhas pesquisas em varios sites sobre isso, porém aqui fui cativado. Gratidão!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.