Passo a passo para definir precificação e descontos

Passo a passo para definir precificação e descontos
5 (100%) 43 votes

Você tem dificuldades para aprender sobre precificação e descontos? Vamos ajudar você a encontrar respostas definitivas sobre o assunto

Precificação e descontos são um grande desafio para as empresas. Afinal, toda empresa passa pelo mesmo desafio: como determinar o preço certo para os produtos que eu vendo?

Se você também já teve essa dúvida, hoje nossa missão é ajudar você.

Vamos mostrar como elaborar um plano de precificação de produtos para que você entenda como funciona essa dinâmica e possa colocar os preços certos naquilo que vende.

Saber como colocar o preço certo em seus produtos vai ajudá-lo a garantir que você está tendo lucro durante a venda, bem como saber até onde pode continuar lucrando ao dar descontos, por exemplo.

O cálculo do preço de um produto é um processo. Ele precisa de execução, análise, monitoramento e correção.

Pensando nisso, aqui está um caminho para descobrir a precificação e descontos, sem prejudicar a sua margem e os resultados da sua empresa.

#1. Calcule seu custo

Quanto você gasta para produzir ou comprar cada unidade de produto?

Esse dado é fundamental para todos os outros passos se você quiser precificar corretamente o produto.

#2. Contabilize as despesas

Agora, é preciso apontar todas as despesas da sua empresa, definindo custos fixos e variáveis.

  • Custos variáveis: são esporádicos e dependem do volume de venda. Exemplos: gastos com emissão de um boleto e comissões de vendas;
  • Custos fixos: devem ser pagos, não importando o valor do seu faturamento. Exemplo: folha de pagamento.

É claro que as 2 despesas devem ser pagas com vendas, mas há algumas formas de fazer isso:

  1. Diluir os custos fixos no mix de produtos: dessa forma, você atribui uma porcentagem de contribuição diferente a cada um deles. Assim, você sabe quantos produtos de cada tipo precisam ser vendidos para pagar a operação da sua empresa e o que sobrar é lucro líquido;
  2. Estimar um preço final que resulte em uma margem de contribuição: retirando o valor das despesas fixas e variáveis, o restante é lucro líquido.

Em ambos os casos, não esqueça de incluir os valores dos impostos.

#3. Respeite a margem

Ao definir uma margem para que seu negócio sobreviva, você deve respeita-la.

Caso você tenha definido um ganho de 20% sobre o custo de cada item, atenha-se ao plano na hora de precificar, a não ser que a estratégia tenha que ser modificada.

Se um item dá prejuízo, não adianta mantê-lo no estoque. Compre bem, mas venda melhor.

#4. Conheça a margem de lucro e o mark-up

Muita gente simplesmente desconhece a definição de mark-up, confundindo esse termo com “margem de lucro”. Há uma diferença entre ambos:

  • Margem de lucro é o percentual que volta para seu caixa quando todos os custos são pagos. Seu cálculo é feito entre a subtração dos custos e o preço final do produto;
  • Markup é o percentual que você aplica aos produtos, ou seja, o lucro desejado.

Sabendo o significado desses termos, precificar um produto se torna uma tarefa mais simples e assertiva.

#5. Conheça o mercado

Você precisa conhecer o seu mercado antes de estabelecer o seu preço, principalmente para ter uma estimativa de quanto seus concorrentes vendem (de produtos) e por qual preço o fazem.

Essa é uma forma de ter um panorama sobre o mercado.

É justamente ao buscar essas informações que você pode, por exemplo, descobrir que seu valor de venda está muito acima do mercado.

O contrário também pode acontecer: seu preço pode estar muito abaixo do mercado, e uma concorrência predatória não faz bem para mercado nenhum.

Ter essas respostas é importante para que você possa decidir qual estratégia comercial adotar caso se depare com esses cenários.

Agora você está pronto para ter sucesso em precificação e descontos

Hoje mostramos para você um passo-a-passo da boa precificação.

Estabelecer e definir um preço para um produto não é uma atividade de adivinhação. Requer muito estudo e planejamento.

Seguir esse passo-a-passo não vai garantir que você venda bem e tenha preço adequado. Mas, vai permitir que você conheça o caminho que sua empresa precisa percorrer para dar lucro.

Esperamos que você tenha entendido o melhor caminho para formar o seu preço. Mas, se ainda tiver dúvidas, não tem problema. Compartilhe sua pergunta conosco no campo de comentários.

Só assim você vai poder aprender cada vez mais sobre precificação e descontos.

Enrico Cardoso Passo a passo para definir precificação e descontos