Factoring: Um Guia Completo para Iniciantes

Factoring: Um Guia Completo para Iniciantes
5 (100%) 12 votes

Capital de giro e fluxo de caixa são áreas que já causaram muita dor de cabeça para a maioria dos empresários brasileiros. Porém, poucos entendem muito bem esses assuntos ou têm certeza que estão usando o melhor produto financeiro para sua situação.

Se você já pagou as contas da sua empresa com cartão de crédito ou outros recursos bancários, mas ainda não usou factoring, os próximos parágrafos podem ser valiosos para você.

Nós vamos explicar o que é factoring, como ele funciona, quais são suas vantagens e desvantagens, e muitas outras informações relevantes para você e sua empresa. Nossas dicas vão te ajudar a poupar dinheiro no futuro. Confira!

O que é factoring?

Factoring, também conhecido como desconto de duplicatas, funciona da seguinte forma: o cliente da factoring (o cedente) quer receber à vista uma venda que fez a prazo. A factoring compra a duplicata ligada a essa venda e paga o valor do título à vista, menos o valor de uma taxa de serviços.

Posteriormente, a factoring realiza a cobrança no prazo original. Em caso de não pagamento da duplicata, muitas factorings utilizam do direito de regresso. Neste caso, a micro e pequena empresa deve comprar o título de volta.

Em síntese: a factoring é uma maneira de receber à vista o que se vendeu a prazo. Hoje, há cerca de 70.000 pequenas e médias empresas que fazem uso dos serviços de fomento mercantil, das quais 85% são oriundas do setor produtivo industrial. Os montantes financeiros envolvidos nas transações comerciais superam a marca de R$150 bilhões anuais.

Como funciona?

O processo depende um pouco da sua escolha de empresa de factoring. Geralmente, funciona da seguinte maneira:

  • 1º – Você abre um cadastro e a factoring realiza uma avaliação do seu perfil de crédito. Esta avaliação geralmente é menos criteriosa do que a avaliação de um banco;
  • 2º – Você envia os títulos que deseja antecipar. Dependendo da empresa de factoring isso pode acontecer por e-mail ou pelo portal online da factoring;
  • 3º – A factoring faz uma proposta e você avalia o custo das taxas para a antecipação dos títulos enviados;

Preste atenção àquelas factorings que apresentam uma taxa menor. Às vezes, além da taxa, existe a cobrança de outros custos, como o IOF ou as despesas de checagem de crédito. É importante que todos os custos sejam criteriosamente avaliados, antes de você fechar a operação.

Aceitando o orçamento, você finaliza a operação assinando as duplicatas e um contrato de antecipação de recebíveis. Com os contratos assinados, o valor é creditado em sua conta.

Então, factoring é uma modalidade de empréstimo?

Muitas pessoas confundem os processos de uma factoring com um empréstimo bancário, mas elas estão enganadas. Ao contrário deste pensamento comum, a factoring não é uma modalidade de empréstimo financeiro.

Inclusive, é proibida por lei a realização de captação de dinheiro no mercado e a execução de empréstimos financeiros. Apenas os bancos e as empresas credenciadas pelo Banco Central é que podem realizar este tipo de atividade.

Para facilitar o entendimento, pode-se dizer que a factoring é uma instituição comercial, que presta serviços e compra os direitos (créditos) de empresas, resultantes de suas vendas a prazo. Ou seja, a factoring antecipa o que você já ganhou (você já entregou a mercadoria ou já prestou o serviço) mas ainda não recebeu (foi negociado um prazo na venda). Tem que existir uma venda. Ela não dá dinheiro para você pela promessa que você o repagará no futuro, pois isso seria um empréstimo.

Essa é uma dúvida é muito comum de quem procura por uma solução financeira empresarial, e é válido ressaltar que existem outras dúvidas e alguns mitos que podem lhe atrapalhar nesse delicado processo.

Como assegurar a idoneidade de uma factoring?

No processo de escolha de uma factoring, é fundamental assegurar a sua idoneidade. Vale a pena responder as seguintes perguntas antes de escolher uma factoring parceira:

Você é o público alvo da factoring? Por exemplo, se você for muito menor do que o cliente médio da factoring, existe um risco que ela não vá se esforçar muito para atendê-lo porque ela pode ganhar mais dinheiro com os outros clientes. Se você é muito maior que a média, pode ser que seja mais fácil suas duplicatas serem rejeitadas porque a mesma não possui estrutura suficiente para te atender.

As taxas da operação são transparentes? As práticas de como são exibidas as taxas variam bastante no mercado. Existem empresas que cobram uma taxa, chamada de fator, que varia com o prazo da duplicata. Além disso, essas factorings também cobram outras tarifas à parte, como IOF, custo de checagem de crédito, custo de transferência, entre diversos outros. É importante sempre procurar saber quais tarifas são cobradas além do fator e incluí-las para avaliar o custo real. Há casos onde uma factoring vende um fator de 4% mas o custo real é 7%, então vale a pena perguntar antes.

Ela emite nota fiscal? Tem apoio institucional? Você sempre pode ter mais confiança na idoneidade da sua factoring se ela emite notas fiscais de serviços para você, é afiliada a instituições como a ANFAC (Associação Nacional das Factorings), conta com o apoio de instituições reconhecidas e possui divulgação na mídia. Assim você sabe que ela trabalhou bastante para criar uma boa reputação no mercado e ela não arriscaria perdê-la por clientes insatisfeitos.

O atendimento da factoring é rápido e bom? Essa deveria ser óbvia, mas vale a pena repetir. Se a empresa não consegue se organizar para cuidar do seu ativo mais valioso, seus clientes, como ela vai tratar o resto do seu negócio!?

E quais são as modalidades de factoring?

Quando uma empresa opta pelo factoring, há uma gama de modalidades a serem escolhidas. É possível escolher o modelo convencional, maturity, trustee, exportação e o factoring matéria-prima.

Veja, a seguir, as particularidades de cada uma delas:

  • Convencional: o fomento mercantil convencional nada mais é do que a compra dos direitos creditórios das empresas fomentadas, por meio de um contrato de fomento mercantil;
  • Trustee: nessa opção, a empresa fica despreocupada com as cobranças, repassando essa responsabilidade para a factoring, que deve fazer a administração de todas as cobranças;
  • Exportação: todo o serviço de exportação é intermediado por duas empresas de factoring, uma de cada país. Assim, é possível garantir a operacionalidade e a liquidação do negócio, da melhor maneira possível;
  • Compra de matéria-prima: a factoring compra a matéria prima do fornecedor à vista e a empresa fomentada paga com o faturamento gerado pela produção.

Vantagens

São várias as vantagens de se operar com uma factoring, entre elas se destacam:

  • Você consegue aumentar seu capital de giro e melhorar seu fluxo de caixa;
  • Você pode conseguir capital de giro, mesmo com protestos;
  • Como se leva em consideração a liquidez da sua empresa e também a liquidez dos seus clientes, você pode conseguir capital de giro, mesmo sem crédito em banco;
  • Você pode oferecer e negociar prazos maiores para seus clientes, sem se preocupar que isso afete seu fluxo de caixa;
  • O custo é muito mais barato que um cartão de crédito ou cheque especial.

Desvantagens

Há também algumas desvantagens na sua utilização:

  • Não é uma operação de baixo custo. Um empréstimo com garantia, por exemplo, geralmente seria mais barato;
  • Se seu cliente não pagar, você provavelmente precisará recomprar o título, o que pode causar despesas imprevistas. Por isso, é melhor só antecipar vendas de clientes que você tem certeza que são bons pagadores;
  • Aumento do preço final do produto, dado que os custos da operação têm que ser transferidos para o cliente.
  • Os micro e pequenos empresários, normalmente, não conseguem encontrar crédito fácil no mercado, e as sociedades de fomento mercantil surgem como uma excelente alternativa. É interessante buscar por empresas especializadas neste serviço, que sejam capazes de descomplicar o processo e tornar o acesso ao crédito mais simples e rápido.

 

É preciso destacar, ainda, que já existem empresas que realizam este processo de maneira 100% online, evitando a costumeira burocracia e realizando todo o processo de cadastro de uma maneira clara e eficaz!

Por isso, conte com a Rapidoo Factoring Online para descontar suas duplicadas, renegociar as dívidas da sua empresa. Entre em contato com a gente para saber mais sobre nossa metodologia de trabalho personalizada para o seu negócio.Aguardamos a sua visita!

Gostou do nosso artigo? Agora você já tem as noções básicas sobre o funcionamento do factoring. Para saber mais informações e novidades aqui do blog, siga-nos no Facebook e no LinkedIn!

rapidoo Factoring: Um Guia Completo para Iniciantes