Como fazer um planejamento financeiro bem sucedido

Como fazer um planejamento financeiro bem sucedido
5 (100%) 12 votes

Está buscando um caminho para desenhar o seu planejamento financeiro? Temos algumas dicas para ajudar você a manter as finanças sob controle

O bom planejamento financeiro é importante tanto para empresas em fase inicial como para empresas estabelecidas.

Precisamos olhar para o planejamento financeiro como uma regra para o sucesso, não uma exceção.

Como empresário, você provavelmente nunca teve que produzir planejamento financeiro se está buscando por essas informações.

Então, essa é uma nova realidade em seu negócio.

Por isso, adiantamos que, investir um pouco de tempo e esforço na elaboração de um plano financeiro para o seu negócio pode ajudá-lo a poupar muito dinheiro e olhar para seu caixa com uma nova mentalidade.

Para ajudá-lo a elaborar o seu planejamento financeiro – já pensando no próximo ano – descrevemos aqui as 5 etapas para desenvolver um planejamento funcional.

Quando se trata de produzir um planejamento financeiro, você pode estar se perguntando: por onde eu começo? O que preciso incluir?

Todas essas são ótimas perguntas. E é assim que um planejamento financeiro responsável deve começar: com perguntas.

Passo #1: identifique porque você está planejando

Determinar as questões que o seu plano precisa responder é o primeiro passo para a construção de um planejamento financeiro.

Em muitos casos, o seu planejamento examinará todo o negócio, incluindo todas as suas atividades financeiras.

Você ainda precisará ajustar o seu plano para produzir o tipo de resultados que deseja.

Há muitas maneiras de organizar as vendas e despesas desse negócio em diferentes estruturas.

Mesmo que você esteja apenas construindo um planejamento financeiro para identificar as ramificações de um projeto específico, você deve considerar fazer desse projeto parte de um plano maior.

Os projetos raramente se concretizam em completo isolamento.

Sem entender as consequências dos desafios que o projeto pode enfrentar é difícil julgar qualquer projeto com clareza.

No nível mais simples, identifique o que o seu plano pode produzir.

A resposta do seu planejamento pode acontecer em uma previsão de fluxo de caixa, demonstração de resultados e balanços que satisfazem sua necessidade.

Algumas perguntas que você pode se fazer, e que seu planejamento financeiro deve responder, são:

  1. Explique porque suas vendas aumentam tão rapidamente.
  2. Você pode cobrir os reembolsos de empréstimo se não conseguir os contratos que você almeja no primeiro trimestre?

Seu plano deve ser construído de tal forma que esse tipo de perguntas possam ser respondidas de forma rápida e transparente.

Passo #2: descubra seus números

Você já deve estar cogitando isso, mas é imprescindível coletar a maior quantidade possível de informações financeiras sobre o seu negócio.

Você poderá, dividir basicamente essas informações em 4 áreas:

Área #1: renda

Renda é a sua receita. Aqui está o que você precisa descobrir:

  • Quais são os diferenciais do seu produto/serviço?
  • Quanto você cobra por cada um?
  • Quantos de cada, você vende, em média?
  • Você vende mais em algumas épocas? Quais épocas? Quanto mais?
  • Com que rapidez você recebe o pagamento?

Área #2: Custos

Os custos são suas despesas e contas. Aqui está o que é preciso descobrir:

  • Quais são seus custos e quanto você paga?
  • Com que frequência você paga?
  • Quão rápido você precisa pagar?

Área #3: Ativos

Ativos são todas as coisas que você possui e compra. Descubra:

  • O que a sua empresa possui?
  • Esses ativos reduzem (ou aumentam) seu patrimônio? Em qual valor?
  • Com que frequência você deve substituí-los?

Área #4: Financiamento

Aqui estão todas as suas dívidas, financiamento, empréstimos e etc. O que é preciso descobrir:

  • Como o seu negócio é financiado?
  • Quem possui ações no seu negócio?
  • Quais as obrigações financeiras, se houver, a empresa tem com seus financiadores?
  • Você tem o capital de giro sob controle?

Esse será um exercício diferente se o seu negócio ainda não existir, mas ainda há muitos custos operacionais e pontos que você pode obter números.

Passo #3: faça a sua pesquisa

Você está fazendo um planejamento financeiro – o que significa que você não está apenas colocando os números na mesa.

Dependendo das opções à sua frente e das perguntas que o seu plano é projetado para responder, você precisará saber mais do que apenas as finanças da sua empresa.

Pesquise cenários que você provavelmente estará planejando. Que tipo de aumento de preços você deve considerar?

Aqui estão algumas coisas a considerar, mas essa lista variará muito, dependendo do seu negócio e do tempo que você planeja:

  • Preços realistas para acordos com fornecedores.
  • Probabilidade de aumento de preços.
  • Pesquisa de concorrentes: que preços e estratégias adotam seus concorrentes?
  • Pesquisa de clientes: qual o mercado do seu produto e/ou serviço.
  • Como a inflação afeta os mercados com os quais você lida?
  • Tributação, e como isso pode afetar seus planos.

Se você está baseando alguns elementos do seu plano de análise de concorrentes, preços e serviços ou outros dados do mundo real, vale a pena organizar essas informações.

Mantenha tudo que você coletar documentado claramente, no caso de precisar disso mais tarde.

Isso não só dá a você a tranquilidade de que pode acompanhar a proveniência dos dados que você está usando para planejar, mas também dará aos investidores e credores confiança que tem essas informações ao seu alcance.

Passo #4: junte tudo

Vamos partir para a parte mais emocionante e complicada: juntar tudo isso.

Se você não tem certeza de que pode traduzir informações em um planejamento financeiro, você pode encontrar ferramentas disponíveis para ajudá-lo no processo.

Nessa etapa, você terá muita informação disponível para construir o seu plano.

O importante é ter em mente o passo número 1: por que você está construindo o plano e o que ele precisa produzir?

Passo #5: o que está faltando?

Quase inevitavelmente, algo será esquecido ou mudará durante o tempo em que você estiver construindo seu plano.

A menos que você tenha uma infraestrutura financeira muito boa para apoiá-lo, isso provavelmente irá acontecer.

Mas, não se desespere! Essa é a natureza do planejamento de qualquer sistema mais complexo.

Mesmo que você não pense que perdeu alguma coisa, tenha algum tempo para ter certeza.

 

Teste sempre seu planejamento financeiro

O plano que você construiu é apenas uma resposta para um conjunto de questões complexas.

Ele precisa ser flexível, e acima de tudo, precisa ser testado.

Descubra o que acontece com seu plano em diferentes condições econômicas. O que acontece se você não aumentar o mais rápido como você planejou?

E o que acontecerá se você vender ainda mais do que o previsto? A escala do seu negócio pode atender essa demanda inesperada?

A importância de testar seu planejamento financeiro é um passatempo, mas é a pedra angular da alavancagem dos dados em seu plano financeiro. Se você planeja apenas um futuro, você pode ter uma surpresa quando outros futuros acontecerem com você.

Com esse passo-a-passo, você tem nas suas mãos, um roteiro para criar e alavancar o seu planejamento financeiro.

Enrico Cardoso Como fazer um planejamento financeiro bem sucedido