7 dicas de como negociar com grandes empresas

7 dicas de como negociar com grandes empresas
5 (100%) 45 votes

Você está preparado para negociar com grandes empresas? Vamos te dar um passo-a-passo para ser bem sucedido nessa tarefa!

Você sabe negociar com grandes empresas? Saber negociar é uma habilidade importante para pequenas empresas.

Negociar um contrato com uma grande empresa pode ser mais difícil do que fazer a venda. Não deixe que as negociações intimidem você.

Fazer uma empresa concordar em usar seus produtos ou serviços pode ser apenas metade do seu trabalho. Depois de convencê-los de que pode fazer o que eles precisam, você ainda precisará negociar os detalhes do acordo.

Podem surgir conflitos sobre preço, condições de entrega, quantidades ou até mesmo sobre a duração do contrato.

Dependendo da empresa com a qual você está negociando, o tamanho do contrato e o negociador, as táticas que podem ser usadas podem incluir qualquer coisa, desde preços baixos a insultos.

Como uma pequena empresa, como você pode lidar com essas situações? O que você pode fazer para evitar ser aproveitado por negociadores maiores e mais agressivos?

Pensando nessas perguntas – e nas respostas para elas – há 7 dicas para negociar com grandes empresas.

Elas vão ajudar você a obter um acordo justo ao negociar um contrato.

#1. Determine suas margens antes de começar a negociar

Qual é o valor que você quer fechar o contrato? Qual é o mínimo que você poderia aceitar pela transação e ainda ser lucrativo?

Saber o quanto você quer obter de um acordo, bem como o valor mínimo pelo qual você ainda fecharia negócios é importante para saber, por exemplo, qual é a hora de parar.

Muitos pequenos empreendedores continuam na negociação com grandes empresas sem saber a hora de parar. Saiba quais são os seus limites.

#2. Examine a oferta inicial com cuidado

Se você receber uma oferta inicial não se deixe pressionar a tomar qualquer tipo de decisão imediata, nem dê nenhuma resposta definitiva por intimidação.

Analise a oferta cuidadosamente antes de responder. Se o cliente estiver com você ao telefone, ou estiver presencialmente conversando, não deixe que isso sirva como pressão para decidir imediatamente.

#3. Esteja disposto a negociar

Independente de ser uma negociação com grandes empresas ou empresas menores, a negociação é um sinal de compra.

Portanto, se o seu cliente deseja negociar, encare isso como uma coisa boa, afinal ele está interessado.

Não encare a negociação como um problema. Enxergue a negociação como uma parte do processo de compra do seu cliente.

Entre na negociação sabendo seus limites, e não se sinta ofendido ou acuado porque o cliente trouxe a negociação até você.

Acredite: negociar é algo sadio e recomendamos que você aplique essa regra quando for comprar também.

#4. Observe atentamente os termos do acordo proposto

Pode ser que na negociação com grandes empresas, o preço não seja a única coisa a se negociar.

Por isso, pode ter alguns fatores que, para você são inegociáveis e outros que você não gosta, mas que pode acabar convivendo se forem extremamente necessários.

Peça para um advogado analisar o escopo da oferta, para saber se existe alguma pegadinha, ou algo que você não está enxergando.

Feito isso, analise todos os pontos que você tem com a oferta e resolva o que puder.

Não comece perto demais de seu preço mínimo. Não seja ganancioso, mas espere obter lucro, afinal é para isso que você trabalha.

E lembre-se de manter o objetivo original da negociação sempre em mente.

#5. Ceda questões menores para ganhar em itens maiores

Tem algo importante que você precisa saber: nem sempre o que tem valor para você tem o mesmo valor para o outro lado.

Sendo assim, na hora da negociação com grandes empresas, liste na proposta do seu cliente quais são os itens que não são impeditivos para você, para que possa usá-los em troca daquilo que é mais importante para você.

Muitas vezes, o que o cliente realmente quer não é tão importante para você, mas é para ele.

Saber onde ceder é mais importante do que ceder.

#6. Influencie outros decisores

Lembre-se: a negociação é um sinal de compra. Significa que as pessoas estão interessadas em fazer negócios com você e com sua empresa.

Quando você mantém contato com outras pessoas que podem influenciar na decisão, eles podem ajudar você, mesmo que indiretamente, a acelerar a assinatura do contrato.

Não se esqueça dessas pessoas. Elas podem ajudá-lo a obter o melhor acordo possível.

#7. Esteja preparado para sair da negociação

Da mesma forma que no primeiro item de nosso artigo dissemos que é importante que você tenha seus limites em mente, é importante saber quando sair da mesa de negociação.

Se o outro lado insistir em termos ou condições que não o ajudarão a atingir a sua meta, ou em preços que impedirão o seu lucro, pode ser a hora de sair da negociação.

Afinal de contas, seu desejo por atender uma grande empresa não pode ser maior que seu desejo de lucrar, não é mesmo?

Não tenha medo! Siga confiante e saiba que negociar com grandes empresas pode ser possível

Hoje mostramos a você algumas dicas para negociar com grandes empresas.

É importante que você não deixe o tamanho de uma empresa impressionar você nem fazer pressão sobre suas decisões.

Com as nossas dicas, você poderá seguir um roteiro e, aprender a gostar da negociação.

Desenvolver habilidades de negociação irão transformar você em um profissional com habilidades melhores, pronto para obter os melhores acordos com empresas de diversos segmentos.

A partir de agora, você não precisa mais ter medo. Já está pronto para obter os melhores resultados ao negociar com grandes empresas.

Enrico Cardoso 7 dicas de como negociar com grandes empresas