Dicas de gestão financeira para começar o ano no azul

Dicas de gestão financeira para começar o ano no azul
5 (100%) 12 votes

Quer começar o ano no azul? Nossas dicas de gestão financeira podem permitir um começo de ano diferente para o seu negócio!

Como foi a gestão financeira da sua empresa em 2017? Você teve problemas para manter as coisas sob controle, ou foi simples manter as rédeas sobre seu dinheiro?

Embora possa haver muitos desafios diferentes ao estar na frente de uma empresa, as preocupações de dinheiro sempre estão no topo da lista daquilo que tira o sono de um empresário. Contudo, há muitas maneiras de você manter o controle financeiro do seu negócio.

Apesar de pensar que, para resolver todos os seus problemas, tudo que você precisa é vender mais, excesso de vendas também pode ser um problema ao seu negócio. Existem diversas maneiras de você dar à sua empresa um direcionamento financeiro.

A melhor maneira é modificando processos e operações; vamos mostrar pequenas dicas e atalhos que permitirão que você, diariamente, ajuste seu negócio para melhorar suas finanças.

Se você quer começar o ano de 2018 com novas diretrizes e tranquilidade para fazer seus objetivos serem alcançados, fique ligado. Selecionamos algumas diretrizes simples, que em uma ordem diária, permitem que você inicie o ano com uma nova mentalidade financeira.

Ficou curioso e quer saber como isso é possível? Fique por dentro dos nossos mandamentos.

#1. Não misture despesas pessoais e empresariais

Há dezenas de motivos para não misturar suas finanças pessoais com as finanças empresariais, incluindo questões fiscais, responsabilidade pessoal e registros contábeis, apenas para citar alguns.

Quando as coisas ficam apertadas, resista ao impulso de proteger as finanças da sua empresa com fundos pessoais porque isso certamente irá criar uma bagunça que você terá que lidar mais tarde.

A melhor maneira de manter uma separação clara de suas despesas e contas, é estabelecer um orçamento pessoal e um orçamento de negócios separados.

Aderir a eles de forma estrita e separada para que cartões de crédito e empréstimos ao seu negócio não se misturem com suas finanças pessoais e vice-versa.

Seu contador vai agradecê-lo por não misturar suas contas quando chegar a hora de administrar seus livros e pagar seus impostos.

#2. Negocie com fornecedores antes de assinar um contrato

Às vezes, você tem que cavar um pouco para obter uma boa condição comercial com seus fornecedores. Ao fazer compras ou firmar contratos com fornecedores, tente obter o melhor acordo possível.

Não se esqueça, por exemplo, de examinar os termos da compra, como penalidades em atraso e períodos de carência, quando tomar uma decisão. Às vezes, ter um extra de 30 dias para pagar pode ajudar a economizar e oxigenar o seu caixa.

#3. Pague suas contas a seu tempo, sempre

Assim como você faz com suas finanças pessoais, é importante que você pague todas as suas contas de negócios com diligência.

As taxas de atraso no pagamento de sua fatura de cartão de crédito, bem como os juros por empréstimos para crédito para empresas podem custar caro. Além disso, o pagamento efetuado em atraso pode ser prejudicial ao crédito ofertado à sua empresa por instituições financeiras.

O mesmo vale para os impostos: pagar atrasado pode resultar em graves sanções.

Configure lembretes mensais para certificar-se de que não há contas esquecidas.

Para empresas jovens em especial, as margens de perda de lucro são significativas. Evitar taxas atrasadas pode ser a diferença entre terminar o ano no vermelho ou no azul.

#4. Economize nos detalhes

Você não precisa se transformar em um expert em finanças para economizar dinheiro em despesas normais de negócios. Acompanhe as ofertas de desconto, por exemplo, para suprimentos e equipamentos de escritório.

Se precisar ampliar o espaço de trabalho, opte por comprar algumas coisas de segunda mão e economize de forma simples para diminuir seus custos fixos.

Muitas empresas têm como principal adversário os custos fixos, como aluguel, contas de água e luz, IPTU, internet e outros compromissos.

Nesse caso, coloque tudo na ponta do lápis. Muitas vezes, optar por levar o seu negócio para um coworking pode ser uma ótima opção para reduzir custos fixos e, principalmente, diminuir responsabilidades.

#5. Estude um pouco de finanças

Ser sócio de uma pequena empresa não faz com que você ganhe dinheiro da noite para o dia. Você precisa tomar decisões inteligentes sobre o dinheiro para que ele possa trabalhar pelo seu negócio e permitir que você cresça.

Então, mesmo trabalhando com um contador, você deve saber o básico sobre as finanças da sua empresa.

Faça um curso introdutório de gestão financeira, até mesmo online, se for necessário, e aprenda como o dinheiro entra e sai da sua empresa. Isso vai ajuda-lo a ter alguma noção da dinâmica financeira do seu negócio, e como isso impacta, positiva, ou negativamente em sua organização.

Quanto mais você entender as finanças e o fluxo de caixa da sua empresa, melhor preparado estará para tomar decisões inteligentes sobre o gerenciamento financeiro.

Isso certamente vai ser útil para ajudar você a continuar no controle do seu negócio.

Saiba o básico de gestão financeira para garantir o sucesso do seu negócio

Como empresários, sabemos que precisamos dividir o nosso dia em diversas áreas diferentes, com diferentes responsabilidades e visões sobre nosso negócio. Isso é importante para que, de uma maneira geral, estejamos vendo o todo e conhecendo mais sobre os rumos que nossa empresa está tomando.

Aprender um pouco sobre finanças permite elevar nosso conhecimento para entender, planejar e garantir que nosso negócio esteja sempre no azul, independente do seu momento.

Com uma visão financeira, é possível, por exemplo, garantir a sustentabilidade de sua empresa mesmo em momentos de dificuldades comerciais.

Isso também vai ajudar a sua empresa a planejar o crescimento, garantindo fluxo de caixa para contratações, negociações com seus fornecedores e, melhores condições de crédito.

Manter a sua empresa no azul vai ajudar você a conseguir um ótimo relacionamento junto às instituições financeiras, garantindo um bom score de crédito. Na prática, isso garante também melhores condições em crédito para empresas, caso seja necessária alguma contratação para expansão do seu negócio.

Como você pode ver, estar no controle financeiro do seu negócio vai lhe dar muitas vantagens em 2018. Por isso, leve a sério a gestão financeira do seu negócio e permita que o aprendizado expanda seus resultados.

A Rapidoo deseja a todos os empresários um próspero 2018!

Enrico Cardoso Dicas de gestão financeira para começar o ano no azul