Boletos: entenda mais sobre essa forma de cobrança

Boletos: entenda mais sobre essa forma de cobrança
5 (100%) 40 votes

Que tal implementar boletos bancários na cobrança da sua empresa? Vamos ajudar você a dominar esse assunto!

Os boletos são um método muito utilizado no mercado brasileiro, e por isso acabam despertando muitas dúvidas sobre suas melhores práticas.

Se você tem dúvidas sobre boleto bancário e quer saber mais sobre essa forma de pagamento, vamos ajudá-lo a conhecer um pouco mais sobre esse meio de pagamento que está entre os mais usados.

O Brasil processa mais de 4 bilhões de boletos bancários, e eles são uma forma prática e segura de receber dos seus clientes.

O boleto é um método de pagamento que pode ser oferecido por empresas ou pessoas físicas.

A emissão do boleto bancário pode ser feita pelo banco, ou com o auxílio de um sistema online.

O boleto bancário com registro

Até 2018 existiam 2 modalidades de boleto:

  1. Boleto sem registro: que costumava ser o mais utilizado por ser mais barato, sendo registrado no sistema bancário após a liquidação;
  2. Boleto com registro: no qual as informações sobre o documento são enviadas e registradas junto à instituição financeira antes do pagamento.

Entretanto, desde novembro de 2018, a implementação da Nova Plataforma de Cobrança da Febraban culminou com o fim do boleto sem registro.

Dessa forma, somente a modalidade de boleto com registro passou a ser aceita. Agora, todos os documentos passam obrigatoriamente pelo sistema de liquidação, antes que o pagador faça o quite o boleto.

Vantagens de receber via boletos

Apesar dos diversos meios de pagamento disponíveis atualmente, o boleto continua sendo muito vantajoso, por ser confiável e prático.

Dentre suas principais vantagens, podemos apontar:

  1. Cobrança de forma impessoal, uma vez que é possível fazer o envio do documento por e-mail ou via correio, sem a necessidade de visitar o cliente para receber;
  2. Diversificação dos meios de cobrança, oferecendo mais opções de pagamento e evitando a perda de vendas;
  3. Facilidade para cobrar de pessoas sem conta bancária ou cartão de crédito;
  4. Custo reduzido em comparação às tarifas das operadoras de cartão de crédito;
  5. Cálculo de multa e juros feito automaticamente em caso de atraso;
  6. Possibilidade de controle de recebimento de cada boleto;
  7. Menor prazo para recebimento, em comparação com os cartões;
  8. No caso de não pagamento de mercadorias ou serviços já realizados, existe a possibilidade de protesto.

Conhecendo mais sobre os campos de um boleto bancário

Dúvidas frequentes estão relacionadas aos campos de preenchimento para emissão de um boleto. São obrigatórios:

  • Nome do cobrador;
  • Agência/código do beneficiário;
  • Valor do título (em reais);
  • Vencimento (data limite para pagamento);
  • Nosso número (número do boleto junto ao banco); e
  • Nome do pagador.

Para entender melhor o que são cada um desses campos, veja as seguintes definições:

Cobrador (cedente)

O cobrador ou cedente é o emissor do boleto. Quem irá receber em sua conta corrente assim que o documento for pago pelo cliente.

Sacado

O sacado é basicamente o cliente. Aquele que irá fazer o pagamento do boleto.

Linha digitável

Sequência de dígitos que irá identificar o banco, o valor da cobrança, o “nosso número” e a carteira de cobrança, onde cada dígito se refere a um dos dados acima.

Os 3 primeiros dizem respeito ao código de compensação do banco emissor. O quarto representa a moeda, no caso das cobranças em reais esse número é 9, em outras moedas é 8.

Já os últimos dígitos irão indicar o vencimento do pagamento. No total a linha digitável possui uma sequência 48 números.

Nosso número

O nosso número é um item obrigatório no boleto, e representa também uma sequência de dígitos que faz parte da linha digitável e identifica o boleto emitido.

Todas as informações registradas junto ao banco referente ao documento estão no nosso número, por isso ele é exclusivo e não pode ser repetido.

Intermediador de pagamentos

Contar com o auxílio de uma plataforma para a emissão de boletos significa automatizar o processo de emissão de boletos bancários.

Assim, fica mais fácil não apenas emitir o boleto, como também realizar cobranças, fazer a conciliação bancária e controlar melhor o faturamento da sua empresa.

Com o emissor de boletos da Rapidoo você pode emitir boletos rapidamente, a partir da sua nota fiscal e enviar a seu cliente de forma simples e fácil.

Se você trabalha com boletos bancários, conheça um pouco mais de utilizar o emissor de boletos da Rapidoo:

  • Emissão de boletos em poucos segundos (através da sua nota fiscal);
  • Emissão gratuita de boletos: você só paga quando o boleto for compensado;
  • Antecipação de boletos com 1 clique: depois de emitido o boleto, você pode escolher antecipá-lo, e nesse caso, não pagará pela sua emissão;
  • Auxílio na cobrança;
  • Redução de risco de inadimplência.

Quer conhecer mais sobre nossos benefícios? Acesse agora nossa plataforma de emissão de boletos.

Agora você já domina tudo sobre os boletos bancários e está pronto para começar a emitir os seus

Hoje explicamos para você tudo que você precisava saber sobre os boletos bancários. Como você pode ver, eles são um meio popular de pagamento.

Além de ser fácil de oferecer ao seu cliente, o boleto é um meio seguro, uma vez que informações como CPF ou CNPJ são exigidos para a emissão de acordo com a Nova Plataforma de Cobrança da Febraban.

Sabendo disso, você pode oferecer boletos aos seus clientes de forma simples e prática, contratando uma carteira de cobrança em seu banco, ou utilizando um emissor de boletos.

Por fim, você conheceu também o emissor de boletos da Rapidoo, uma opção rápida e segura para emitir e antecipar boletos bancários.

Se você ficou com alguma dúvida sobre boletos, compartilhe conosco no campo de comentários. Ficaremos felizes em ajudar!

Enrico Cardoso Boletos: entenda mais sobre essa forma de cobrança