4 dicas para controlar a inadimplência de clientes

4 dicas para controlar a inadimplência de clientes
5 (100%) 12 votes

Controlar a inadimplência é um dos grandes desafios de todo empreendedor: como lidar com clientes que não arcaram com suas obrigações? O que fazer para que eles paguem essas dívidas?

Não é segredo que o objetivo final das empresas é ter lucro e que o não cumprimento dessas obrigações pode colocar em risco toda saúde do seu negócio. Existem algumas ações pontuais para você eliminar brechas da gestão financeiro e fazer um fluxo de caixa perfeito.

Quer conhecer algumas práticas para solucionar casos de clientes que não cumpriram com as dívidas e diminuir o inadimplemento? Então acompanhe o post!

1. Conheça os clientes

Você sabe quem é seu público-alvo e como eles se portam financeiramente perante suas responsabilidades?

É fundamental fazer uma breve busca sobre cada pessoa, como documentos de identificação e contatos — eles serão importantes caso haja necessidade de um processo judicial.

Além disso, analise seu histórico de pagamentos por meio de SPC e Serasa para aqueles que queiram realizar compras a prazo. A existência do cadastro nesses órgãos pode indicar um problema, então é bom ficar atento.

O primeiro passo para controlar a inadimplência é saber mais sobre as pessoas que estão mantendo relação com sua empresa. Dessa forma você consegue se prevenir, evitando criar responsabilidades com qualquer pessoa.

2. Formalize as operações

Nada dá mais segurança em uma relação de compra e venda de um produto ou prestação de serviço do que a formalização em um contrato e a emissão de uma nota fiscal.

Esses documentos trazem características — como a identificação do cliente e da empresa — do negócio e sanções para o caso do descumprimento da obrigação. Assim, os compradores pensarão duas vezes ao deixar de cumprir o pactuado e ainda poderão buscar soluções junto de você caso um imprevisto aconteça.

3. Construa um bom relacionamento

O bom relacionamento com a carteira de clientes é uma grande base para qualquer negócio de sucesso, então por que não usar disso para fazer a gestão financeira da sua empresa?

Invista em comunicação, saiba identificar as dificuldades de cada pessoa que não cumpriu os contratos acordados e dê preferência à acordos extrajudiciais. Os processos judiciais são muito burocráticos e muitas vezes demandam o tempo que um gestão não tem.

Dessa forma, uma relação mais estável e segura é construída, ajudando a resolver eventuais problemas contratuais e facilitando os acordos. A ideia é evitar que a inadimplência aconteça e, caso ocorra, seja resolvida de forma pacífica.

4. Adote um sistema de gestão

Adotar um software de gestão pode ser uma boa estratégia para acompanhar previsões de entrada e saída do caixa. Assim, a empresa consegue fazer uma automação dos processos financeiros de forma mais estável com um mapeamento estratégico de funções e indicadores atualizados.

Dentro dessa plataforma, você consegue integrar informações dos clientes — como contatos e endereço —, números contratuais, prazos etc. Dessa forma, o monitoramento se torna muito mais fácil de ser feito e sua empresa fica mais protegida contra uma onda maior de débitos.

E aí, leitor? Gostou de aprender como controlar a inadimplência e o que fazer para reduzi-la? Aproveite para aprofundar-se mais no tema conferindo como profissionalizar a cobrança dos clientes!

rapidoo 4 dicas para controlar a inadimplência de clientes